Contact Us × +
Nama

Email Address*

Pesan*


China e Brasil assinam acordos de investimento e cooperação

China e Brasil assinam acordos de investimento e cooperação



Empresários chineses assinaram, nesta sexta-feira (02/09), acordos de investimentos e cooperação com o Brasil. No país asiático para participar do encontro do G-20, o presidente Michel Temer aproveita a viagem para demonstrar oportunidades com a retomada da confiança na economia brasileira.

Durante seminário empresarial em Xangai, foram assinadas a venda de dois jatos Phenom 300, da Embraer, para a companhia Colorful Yunnan, e de cinco jatos E190 para a Colorful Guizhou Airlines.

Outra empresa chinesa, a State Grid, assinou acordo para comprar fatia de 23% da participação da Camargo Correa S.A na CPFL Energia. A transação é estimada em US$ 1,83 bilhão (R$ 5,92 bilhões). Outro acordo de aquisição foi o de 50,1% da sociedade de investimentos Rio Bravo pelo grupo Fosun.

O grupo WTorre formalizou um acordo com a China Communications and Construction Company International (CCCC) para um investimento de R$ 1,5 bilhão em um terminal multicargas na região de São Luís (MA). A CCCC também anunciou parceria com o Banco Modal, para atuar como assessor financeiro da empresa em projetos e investimentos na área de infraestrutura no Brasil.

Também no Maranhão, foi assinado um investimento de US$ 3 bilhões entre o governo estadual e a empresa CBSteel para a construção de uma siderurgia na cidade de Bacabeira. A iniciativa deve gerar em torno de 5 mil empregos.

Os presidentes Michel Temer, do Brasil e Xi Jinping, da República popular da China se encontram na casa de hospedes oficial do Lago Oeste em Hangzhou (Foto: Beto Barata/PR)

Brasil/China 2016

Brasil e China assinam nove atos que vão beneficiar os dois países. Confira os acordos:

1 – Embraer – Colorful Guizhou Airlines:assinatura de contrato de venda de até cinco aeronaves E190 (duas vendas e três opções de compra) pela empresa aérea chinesa. Segundo a Embraer, o contrato tem valor estimado em US$ 249 milhões caso todos os direitos de compra sejam exercidos.

2 – Embraer – Colorful Yunnan General Aviation: assinatura de contrato para a compra de duas aeronaves Phenom 300 para a empresa chinesa. As aeronaves devem ser entregues até o fim deste ano.

3 – CPFL Energia – State Grid Corporation of China: Empresa chinesa formalizou a compra da fatia de 23% da Camargo Correa S.A. na CPFL Enrgia S/A.

4 – Banco Modal – China Communications and Construction Company International (CCCC): acordo firmado prevê que o banco brasileiro será assessor financeiro exclusivo da CCCC para originar, analisar e executar projetos de investimentos na área de insfraestrutura no Brasil.

5 – WPR Participações – China Communications and Construction Company International (CCCC): acordo para investimento no terminal multipartes de uso privado, localizado na região de São Luís, no Maranhão. O terminal terá capacidade de 14 milhões de toneladas/ano para grãos, 3 milhões de toneladas/ano para celulose, 3,5 milhões de toneladas/ano para fertilizantes e 3,6 milhões de toneladas/ano para líquidos. O investimento total na primeira fase do projeto será de R$ 1,5 bilhão.

6 – Belagrícola e Fiagril – Grupo Pengxin e Fundo Haitong: acordo para criação do Fundo de Investimento e Desenvolvimento da Agricultura do Brasil e China, com capital de US$ 1 bilhão. O fundo participará na cadeia do setor agrícola brasileiro, em especial em serviços agrícolas e melhoramento de infraestrutura, como em áreas de armazenamento, logística e portos.

7 – Governo do Maranhão – CBSTEEL:assinatura de contrato de serviços de US$ 3 bilhões para construção de projetos siderúrgicos no município de Bacabeira, no Estado do Maranhão. A iniciativa deverá gerar 5 mil empregos e, na primeira fase, produzir 3 milhões de toneladas de aço.

8 – Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC) – Conselho para a Promoção do Comércio Internacional Chinês: assinatura de memorando de entendimento para cooperação entre os dois conselhos para ampliação de oportunidades de comércio e investimentos entre empresas dos dois países e promover o desenvolvimento das relações econômicas e comerciais bilaterais.

9 – Rio Bravo Investimentos e Grupo Fosun:acordo de aquisição de 50.1% da sociedade de investimentos Rio Bravo pelo Grupo Fosun.

(Portal Brasil)