Contact Us × +
Nama

Email Address*

Pesan*


Cesta básica de Fortaleza fica 1,91% mais barata em julho

Cesta básica de Fortaleza fica 1,91% mais barata em julho

Preço do conjunto de 12 itens que compõem a cesta básica de Fortaleza voltou a cair em julho, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. No mês de julho, os produtos deflacionaram 1,91%, queda um pouco menos expressiva que a observada em maio, quando os preços haviam despencado 4,39%.
Segundo o supervisor do Escritório Regional do Ceará e economista do Dieese-CE, Reginaldo Aguiar, a deflação é consequência de sucessivas altas que levaram os preços na Capital cearense a um patamar “insustentável”. “Os preços não estão mais subindo, mas em contrapartida estabilizaram em um patamar inaceitável. Fortaleza quase sempre figura entre as capitais com a cesta básica mais cara do Nordeste, o que é algo injustificável, porque a nossa estrutura econômica é semelhante à capitais como Salvador e Recife”, afirma o economista.
Dos 12 itens que compõem a cesta de Fortaleza, nove registraram deflação em julho, com destaque para o óleo e para a carne, cujos preços recuaram 7,09%. Além desses, deflacionaram no mês passado o açúcar, a farinha, a banana, o café, o feijão, arroz e leite. Impediram uma queda maior do preço da cesta básica o pão, cujos preços se mantiveram relativamente estáveis em julho ante junho, a manteiga e o tomate, com salto de 8,99% no período. Aguiar avalia que o preço do tomate é naturalmente instável que a alta se deve a questões sazonais.