Contact Us × +
Nama

Email Address*

Pesan*


Game of Thrones | No quinto episódio da temporada, as revelações se espalharam feito fogovivo

Game of Thrones | No quinto episódio da temporada, as revelações se espalharam feito fogovivo



Cuidado! Spoilers abaixo!


Frenético! Embora não tenha havido uma batalha épica como na semana passada, poucas vezes vimos um episódio de Game of Thrones tão recheado de acontecimentos e revelações como Eastwatch.
Os primeiros minutos foram dedicados às consequências do ataque de Daenerys(Emilia Clarke) — com Bronn (Jerome Flynn) resgatando Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) do fundo do rio, a khaleesi fazendo churrasquinho de Randyll (James Faulkner) e Dickon Tarly (Tom Hopper), e o líder do exército real reportando à sua irmã Cersei (Lena Headey) sobre o poderio militar da Rainha Dragão —, mas logo ficou claro que o protagonista da vez seria Jon (Kit Harington).
Frente a frente com uma das criaturas de Daenerys, o bastardo de Winterfell foi capaz de não apenas encarar como até acariciar Drogon, para espanto de sua mãe — e o fato de Jon possuir sangue Targaryen deve explicar tal afinidade. A cena, é claro, remeteu imediatamente ao encontro de Tyrion (Peter Dinklage) com os dragões no segundo episódio da sexta temporada, reforçando a teoria de muitos fãs de que o anão também é membro da família — ele seria fruto das investidas impróprias do rei louco Aerys a Joanna, esposa de Tywin (Charles Dance), sendo este o verdadeiro motivo para o falecido patriarca Lannister odiar tanto Tyrion.
Com a chegada de um corvo noticiando que Bran (Isaac Hempstead Wright) viu o avanço do exército do Rei da Noite, o conselho da khaleesi aprovou o plano de Tyrion de tentar capturar um dos mortos-vivos para convencer Cersei de que a ameaça dos Outros é real. Para isso, o anão precisou contar com as habilidades de sor Davos (Liam Cunningham) como contrabandista para colocá-lo e tirá-lo de Porto Real, a fim de pedir a Jaime para interceder pela negociação do armistício.
Nesse meio-tempo, o Cavaleiro das Cebolas foi até o Baixio das Pulgas para buscar Gendry (Joe Dempsie). A surpreendente reaparição do filho bastardo do rei Robert (Mark Addy) deve ter consequências futuras na trama — afinal, como único Baratheon vivo, ele se torna mais um reclamante ao Trono de Ferro. É bastante significativo, portanto, que Gendry tenha escolhido para si o martelo, mesma arma que seu pai usava.
Em breve retorno a Pedra do Dragão, Davos e Gendry se juntaram a Jon e o recém-curado sor Jorah (Iain Glen) e rumaram para Atalaialeste, uma das fortalezas da Patrulha da Noite. Lá, comunicaram a missão a Tormund (Kristofer Hivju), que revelou ter prisioneiros com pretensões semelhantes: o Cão (Rory McCann), sor Beric (Richard Dormer) e o feiticeiro vermelho Thoros de Myr (Paul Kaye). A improvável comitiva partiu, então, para além da Muralha, onde certamente terão de lidar não apenas com as ameaças do inverno, mas também com o atrito entre os integrantes do grupo.
Também as tramas paralelas trouxeram informações impactantes. Se até então tudo indicava que Jaime iria romper com Cersei, o fato de a rainha estar grávida e disposta a assumir publicamente o relacionamento incestuoso aproximou os gêmeos Lannister — o que só deverá aumentar a tensão entre o regicida e o fanfarrão Euron (Pilou Asbæk).
Já no Norte, a relação entre as irmãs Stark mostrou-se ainda mais conflituosa, com Arya (Maisie Williams) contestando a aparente sede de poder de Sansa(Sophie Turner). Após seguir e invadir o quarto de lorde Baelish (Aidan Gillen), a caçula descobriu um documento suspeito envolvendo sua irmã — o que provavelmente mostrará ser mais uma das maquinações de Mindinho.
Finalmente, na Cidadela, Samwell (John Bradley) se viu farto da postura desdenhosa dos meistres e decidiu abandonar a ordem. O que mais chamou a atenção, no entanto, foi um dos trechos de um pergaminho lido por Gilly (Hannah Murray), mencionando a anulação do casamento do príncipe Rhaegar e sua nova união com outra mulher — apesar de ela não ser identificada, nós sabemos que se trata de Lyanna, irmã de Ned (Sean Bean). Ou seja, de Stark bastardo, Jonpoderá se tornar um Targaryen legítimo.
Eastwatch acelerou bastante o ritmo, especialmente se compararmos com o andamento bem mais compassado do capítulo de estreia. Em alguns momentos, beirou a pressa — toda a sequência envolvendo a jornada de Tyrion e Davos a Porto Real e a partida de Jon e companhia para Atalaialeste pareceu corrida. Esse, infelizmente, é o preço a se pagar pelo montante de conteúdo inserido em um único episódio. A questão é: por que os showrunners David Benioff e D.B. Weiss quiseram nos contar tanto justamente agora? O que as duas próximas semanas nos reservam para justificar essa enxurrada de revelações? Talvez tenhamos pela frente algo similar à Batalha dos Bastardos: um episódio intenso focado em apenas um núcleo. Só nos resta torcer para que o finzinho da temporada retome uma narrativa equilibrada.

Outras questões para o futuro

  • “Não sou quem está fazendo”. Ao saber da execução dos Tarly, Varys (Conleth Hill) lembrou dos tempos em que serviu o rei louco, mostrando a crescente preocupação — partilhada por Tyrion — de que Daenerys possa ter mais de seu pai do que o desejado. Isso tem sido reforçado ao longo dos episódios. Será que testemunharemos uma transformação da khaleesi antes do season finale?
  • “Eu alertei Jon de que isso aconteceria. Ele não podia sair do Norte e deixá-lo sentado, esperando por ele, como Fantasma”. O fato de Sansa ter casualmente mencionado o lobo de Jon talvez signifique que o animal irá retornar em algum momento, assim como Nymeria — afinal, em Game of Thrones, nada é casual.
  • “Você vai puní-lo?”. Fazendo jogo duplo ao armar o encontro entre Tyrion e JaimeBronn mostrou como um mercenário opera. Mais traições virão?
  • “Ah, Lodos…”. Em tom de zombaria diante da existência dos Outros, os meistres da Cidadela mencionaram pergaminhos com profecias sobre os Filhos da Floresta e o Deus Afogado. Seria um indicativo de que essas entidades possam, de alguma forma, ter papel de importância na batalha final contra o Rei da Noite?